sexta-feira, 11 de setembro de 2015

Filled Under: ,

Os diferentes tipos de palhetas

pallheta pick
Olá, hoje vamos falar sobre os diferentes tipos de palhetas, assim como as características que tornam as palhetas diferentes entre si. Falar sobre palhetas não é tarefa fácil, porque além de haver muitos diferentes tipos de palhetas, há uma infinidade de materiais, formatos, cores e marcas. Sendo assim, é imprescindível que você teste vários tipos de palhetas antes de escolher sua preferida.

Vamos começar entendendo o que devemos observar em cada palheta, para conhecer melhor os diferentes tipos de palhetas.

Tamanho das Palhetas

Temos basicamente três tamanhos de pa­lhetas: pequena, média e grande.

Os guitarristas usam os três tipos de pa­lhetas, os violonistas preferem as médias ou grandes e os baixistas preferem as pa­lhetas grandes.

Espessura das Palhetas

Basicamente, há 4 espessuras de palhetas:

XL –  Extrafina (Extra Thin)

T – Fina (Thin)

M – Média (Medium)

H – Pesada (Heavy)

XH – Extrapesada (Extra Heavy)

Além dessas espessuras, você também vai encontrar as medidas em milímetros (mm). As medidas começam em 0.50 mm (bem finas) e vão até 3.00 mm (superpesadas).

Normalmente, as palhetas leves são melho­res para fazer “levadas” em acompanhamen­tos, pois são bastante flexíveis e muito con­fortáveis, além de proporcionarem um efeito percussivo mais interessante. Já as palhetas médias e pesadas são mais utilizadas para to­car solos, que exigem um ataque mais preciso.

A relação entre a espessura das cordas e a es­pessura da palheta também influencia muito a “pegada” do músico e é por isso que a maioria dos músicos que toca cavaquinho prefere as palhetas finas e os baixistas preferem as bem pesadas. Mas isso não é nenhuma lei ou regra, existiram ótimos violonistas, baixistas e guitar­ristas que usaram palhetas de espessuras, for­matos ou materiais não usuais com excelentes resultados, portanto, o ideal é você experimen­tar tudo que for possível e tirar suas próprias conclusões de qual palheta mais se adequa ao seu gosto e saber se combina ou não com seu estilo.

A maioria dos violonistas e guitarristas que toca música erudita, MPB, Samba e Bos­sa-Nova não utiliza palhetas, da mesma forma que a maioria dos guitarristas e violonistas que toca rock, reggae e blues as utilizam, mas exis­tem muitos músicos que vão na contramão da maioria com excelentes resultados, portanto, não tenha medo de experimentar.



Formato das Palhetas

Também há uma variedade bem grande de formatos das palhetas, como você pode ver:

As palhetas pontudas vão proporcionar mais ataque e as palhetas com a ponta arredondada vão proporcionar um som mais aveludado.

Os diferentes tipos de palhetas: O material das palhetas

Estes são alguns dos materiais que encontramos na fabricação de palhetas: plástico, celulóide, policaronato, nylon, acabamento em gel, superfície antiderrrapante (gripping surface) e revestida de metal aluminizado.

Todas têm uma “pegada” diferente; você precisa testar e ver qual prefere.

Dedeiras

Podemos dizer que a dedeira é um tipo de palheta que se encaixa no dedo polegar. Esse tipo de palheta é mais usado para tocar violão de sete cordas e fazer aqueles baixos carac­terísticos do choro, chamados de “baixaria”. Para tocar música country, o banjo também usa esse tipo de dedeira.

Como podemos ver, hoje em dia existem bastante opções de diferentes tipos de palhetas. Muitos violonistas e guitarristas do passado tiravam um som do instrumento com palhetas feitas de pedra, metais, moedas e até mesmo de casco de tartaruga. Hoje em dia, as modernas palhetas industrializadas dominam o mercado, embora também existem palhetas artesasais ou personalizadas.

Basicamente são essas informações que você precisava para conhecer melhor os diferentes tipos de palhetas.

Fonte: Portal Música



 

Nossa missão é oferecer efeitos de qualidade ao guitarrista brasileiro.

Copyright © PedalHandmade™ is a registered trademark.
Designed by Templateism. Hosted on Blogger Platform.